Limite Sua Exposição à Notícias Negativas! É uma Mudança de Vida…

shutterstock_101980861.jpg

Sua vida é um campo energético que se alimenta de tudo que você dá atenção. Esta frequência vai se tornar parte do seu campo energético, quer você queira ou não. E por consequência atrai circunstâncias similares para sua vida no agora. Como já se tornou algo normal, no seu cotidiano, muitas vezes você já nem percebe mais o efeito prejudicial. Lembre-se: semelhante atrai semelhante.

Trocamos energias com todas as imagens que damos atenção em nossas vidas. Todas as situações que vivenciamos, que sentimos, até mesmo a experiência de ver na televisão uma notícia nos contagia energeticamente. Seja positivamente, seja negativamente.

Assistir e ler notícias de assassinatos, roubos e tantas outras barbáries sensacionalistas nos influencia diretamente. Nossa vibração se torna mais densa, mais baixa. Nutrir o corpo com alimentos saudáveis, vale também para nossa mente.

Então, já decidiu com qual frequência você quer nutrir sua mente?

O que eu posso fazer? Primeiro ter a consciência do estrago nas nossas vidas que estas fazem. Em segundo, uma sábia escolha e tirar a atenção imediata do noticiário sensacionalista e que retrata desnecessária violência diariamente na TV.

Veja o que alguns renomados autores dizem sobre o assunto:

 

“Limite sua exposição a geradores de pensamentos negativos, como violência, notícias e discussões acaloradas. Eles sempre farão você se sentir pior.”

obese.jpg

 

Obese From The Heart: A Fat Psychiatrist Discloses por Sara L. Stein

 

 

 

“Muitas vezes as pessoas me dizem: “Bem, James, tenho que ser informado pelo noticiário.” Talvez você tenha que ser informado, mas não precisa ser inundado. Quando descobri O Segredo, tomei a decisão de não iria mais assistir às notícias nem ler mais jornais, porque isso não me fazia sentir bem. Os serviços de notícias e os jornais não são de modo algum culpados pela transmissão das más notícias. Como uma comunidade global, somos responsáveis por isso. Nós compramos mais mídia quando um grande drama é a manchete. A audiência dos canais de notícias “explodem” quando há um desastre nacional ou internacional. Assim, os jornais e serviços de notícias nos dão mais más notícias porque, como sociedade, é exatamente o que estamos dizendo que queremos. A mídia é o efeito, e nós somos causa. É apenas a lei da atração em ação! Os serviços de notícias e jornais vão mudar o que eles nos transmitem quando emitirmos um novo sinal e focarmos no que nós queremos.”

Secret

 

The Secret por Rhonda Byrne

 

 

“Desligue a televisão. A televisão é um recheio cremoso que nos distrai da substância de nossas vidas.”

happypeople

 

100 Simple Secrets of Happy People, The: What Scientists Have Learned and How You Can Use It por David Niven

 

 

“Pare de consumir “mídia lixo” e fique longe de más notícias.”

milionare.jpg

 

Secrets of the Millionaire Mind por T. Harv Eker

 

 

 

“Simplifique sua vida e seu pensamento cortando a quantidade de informações negativas e imagens que você deixa penetrar na sua mente. Elimine notícias pessimistas, publicidade, jornais, livros e filmes deprimentes.”

organize now.jpg

 

Organize Now!: A Week-by-Week Guide to Simplify Your Space and Your Life por Jennifer Ford Berry

 

 

“As crianças são bombardeadas com milhares de imagens violentas nas mídias em uma idade jovem e vulnerável, quando elas literalmente não podem dizer a diferença entre as realidades.”

“Se a tecnologia televisiva nunca tivesse sido desenvolvida, haveria hoje 10.000 menos assassinatos nos Estados Unidos, 70.000 menos estupros e 700.000 menos agressões.”

stop.jpg

 

Stop Teaching Our Kids to Kill : A Call to Action Against TV, Movie and Video Game Violence por Dave Grossman

 

 

“Qual o impacto da violência na mídia sobre os atiradores nas escolas americanas? Legitima a violência, dando-lhes modelos de assassinato. Pode até fornecer diretrizes ou scripts para os assassinos seguirem.”

why.jpg

 

Why Kids Kill: Inside the Minds of School Shooters por Peter Langman PhD

 

 

Deixe uma resposta